Sistema Online de Acompanhamento de Conferências, ABEC MEETING 2017

Tamanho da fonte: 
JVATiTD Do disquete às nuvens: a transição da primeira revista eletrônica científica brasileira
Selma de Lourdes Pires Martins, Juliana S. Simionato, Jean-Philippe Chippaux, Maria Elena de Lima, Lucilene Delazari dos Santos, Rui Seabra Ferreira Junior, Benedito Barraviera

Última alteração: 2017-11-14

Resumo


The Journal of Venomous Animals and Toxins (ISSN 0104-7930), a primeira revista eletrônica científica do Brasil, é mantida e editada ininterruptamente pelo Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (CEVAP) da UNESP desde 1995. Publicada em inglês desde o seu lançamento, quando era distribuída em disquetes 3,5', inicialmente sua periodicidade foi semestral.

A partir de 1998, além de ser distribuída na forma de CD-Rom, foi selecionada para participar do Projeto SciELO (http:www.scielo.br). Em 2003 as doenças tropicais foram incluídas em seu escopo com objetivo de proporcionar maior abrangência à publicação. Naquele momento, passou a se chamar The Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases (JVATiTD - ISSN 1678-9199).

Em 2004, a periodicidade tornou-se quadrimestral e, finalmente, a revista era distribuída somente na forma online, no site http://www.jvat.org.br. A partir de 2005, o periódico tornou-se trimestral e em 2006 foi selecionado para integrar o Science Citation Index Expanded (Web of Science, Analytics) e o indexador Scopus (Scimago, Elsevier). O periódico atualmente é indexado nas seguintes bases de dados: SciELO e LILACS (nacionais); Web of Science, Scopus, PubMed Central, BIOSIS, CABI, CAS, CSA, EBSCO, Embase, Global Health, ProQuest, Zoological Record e Biological Abstracts (internacionais).

Em 2017, segundo o Journal Citation Report (Web of Science), o fator de impacto da revista foi de 1,447. Na base Scopus, em 2017, o índice citations per document (cites/doc) atingiu o patamar de 1,505.